Dança Comigo?


Aperte o play e leia sentindo a musica.

Então cá estamos, deixando que os mais secretos desejos venham a tona. Quero que entenda, ou melhor sinta o que me consome e me embriaga quando penso em você. Feche os olhos, confia em mim, somos só eu e você.

Tenta imaginar, uma sala de estar a meia luz, a musica de fundo, estamos de frente um para o outro a taça de vinho nas mãos. Quero que sinta minha mão a acariciar seus braços, até que chegue em tuas mãos, a taça. Minha respiração bem perto da tua, levo minha mão até seu rosto afastando um pouco o cabelo, beijo teu rosto lentamente.

Então me livro das taças, o vinho era bom, mas desnecessário, guio uma das suas mãos ao meu rosto, quero te sentir, sinto o cheiro da tua pele. E inevitavelmente beijo tua mão, teu braço, vou beijando e seguindo até teu pescoço, orelha, sentir o cheiro do seu cabelo perfumado me enlouquece.

Te puxo pela cintura pra mais perto, colando seu corpo no meu e com uma das mãos em sua nuca, dedos enroscados nos seus cabelos, rosto colado no seu te conduzo a dançar. A musica? Nem sei se ainda toca, pouco importa somos só eu e você.

E no embalo de nossos corpos, vou cheirando-te, sentindo-te, sentindo seu rosto colado no meu, sua respiração no compasso da minha. Te beijo a boca devagar, aquele beijo lento e intenso que acaricia e morde, pra que ambos sintam o gosto e o calor um do outro, o pouco do desejo que ainda restava escondido. Aquele beijo que excita, que provoca e convida a não parar.

E eu te pergunto então moça, paramos ou não? E eu te pergunto então mulher, pra que medo? Somos só eu e você... E então, dança comigo?





Quando quiseres, venha.

Sai do trabalho naquele dia as pressas alias, como já é de costume. Não imaginava que o dia seria diferente dos outros, já me preparava pra ir pra casa mas meu pensamento não saia dela. Como em uma transmissão de pensamentos recebo a mensagem dela, querendo saber noticias minhas depois de um dia ruim. Avisei que estava indo pra casa tentar me desligar um pouco de problemas, perguntei onde estava e ofereci uma carona, sabia que por aquele horário ela também já estava de saída.

Chagando ao local marcado estaciono e espero que ela apareça, o que não demorou muito, logo ela bate ao vidro fazendo sinal pra que eu abra a porta do carro. Ela entrou e com ela aquele perfume único tomou conta de todo o carro, nos cumprimentamos com aquele inocente beijo no rosto habitual. Finalmente estávamos nos vendo embora não da forma que talvez  esperássemos, ou eu esperei.


Conversamos bastante no caminho, resolvi abastecer o carro ali por perto mesmo antes de pegar o caminho para a casa dela. No posto assim sem explicações nem por quês, um sorriso de canto deu brecha a um beijo que deixou claro pra ambos o nosso desejo. Saímos dali sem muito falar e foi quando ela me pediu pra que eu estacionasse o carro na praça a frente. Pensei que talvez tivéssemos ido depressa demais e ela fosse ali desistir da carona e da companhia. A noite começava a surgir e quando parei o carro antes que nos censurássemos eu matei minha vontade de beija-la outra vez.

Pra minha surpresa ela não fugiu do beijo, não fugiu do desejo e retribuiu. A gana de ter-nos só aumentava enquanto nos beijávamos ali, dentro do carro no meio do caminho. Ela abriu o seu zíper em uma especie de provocação ou convite não sei, só sei que entendi o recado e deslizei minhas mãos pra dentro sentindo-a quente, molhada. Brinquei com teu clitóris e a sentia suspirar enquanto sua boca não desgrudava da minha. Sugeri então que fossemos ao meu apartamento, afinal era próximo dali.

Em menos de 10 minutos estaríamos lá mas qualquer tempo parecia eterno pra esperar. Eu sei, ela também deveria estar pensando será que tudo aquilo era certo? Mas a verdade é que não há nada de errado em se render aos desejos, sentimentos e vontades. Embora o erro também excite somos só eu e ela e mais ninguém, não há erro em se querer.

Chegamos e subimos para meu apartamento, continuamos o que já havíamos começado no carro, enquanto nos beijávamos íamos nos despindo com sede um do outro. Nos rendemos ali, na sala no meu pequeno sofá de dois lugares mesmo. Nós entregamos também no quarto esparramando almofadas e lençóis por todo o chão. Nos encaixamos no banho finalizando os carinhos embaixo do chuveiro morno, relaxando nosso corpos exaustos e rendidos.

Ainda me lembro dela vestida com minha camisa verificando meus armários e a geladeira, ainda sinto o cheiro dela nas almofadas e nos lençóis. Ainda penso nela e sinto desejo de te-la outra vez. Queria poder encontra-la de novo e dizer olhando em seus olhos...Quando quiseres ser novamente amada, venha. A sala, o quarto, a casa é sempre sua e o sentimento também. 


Comportamento feminino: Tirando duvidas

Olá personas, estamos de volta! Apos o ultimo post relacionado a duvidas masculinas e femininas resolvi fazer de forma inversa dessa vez, para que as gurias respondessem algumas duvidas masculinas. Estou pensando na possibilidade de manter uma sessão fixa no blog pra falarmos sobre diversos assuntos do universo feminino e masculino. Ainda não decidi um nome bacana pra essa sessão e nem se realmente vou manter mas por enquanto você pode achar mais posts como este no menu opiniões.

Hoje as perguntas foram masculinas e elas responderam todas de forma sincera, As gurias que participaram são Leticia do blog To online, Lydianne do 21 primaveras, Michelle do Navast e Gabriela do Moda de departamento,vamos ver:

1- Por que nossas amigas são putas e teus amigos apenas amigos? 

Letícia: Amizade está acima de tudo, se a menina dar em cima do meu namorado é óbvio que não vou gostar, e se algum amigo meu der em cima de mim eu corto na hora, mas não vejo problema em uma simples conversa, maturidade conta muito. 

Lydianne: Porque sabemos o que as mulheres pensam! 

Michelle: No meu caso, eu sou gorda. Nenhum homem chegaria em mim com interesse, sorry. Mas ele é um gato delicia do 201, então sim elas são putas. Entendeu? Não né? Enfim é tudo putos. 

Gabriela: Vou ser breve. Porque sim e ponto.

2- Eu sempre fui "tachado" de galinha, pegador mas quem me conhece sabe que a historia não é bem essa e as aparências enganam muito. Nunca trai mesmo tendo chance, porem fui traído não só uma vez. Levando em consideração esta informação, o que tem a dizer sobre a famosa afirmação das mulheres de que nenhum homem é confiável se tem outra mulher por perto? 

Letícia:Depende da situação e até onde a confiança vai, não vou deixar ele ficar sozinho com alguém que dá em cima dele, e nem eu ficaria. Minha confiança é nele e não nos outros, acho que tem que ter respeito.

Lydianne: Eu confio no meu taco, então pode ter 30 mulheres rodeando que nem me importo, sei fazer muito bem o que eu faço de melhor! 

Michelle: Ninguém é confiável, serio. Somos todos inimigos de nós mesmos. A ocasião faz o ladrão. Tanto homem ou mulher é capaz de trair e ser traído, mas no mundo que nós estamos hoje, as mulheres são vitimas e nunca a acusada.

Gabriella: Acho uma afirmação bem sem fundamento. Em um relacionamento não da pra ficar generalizando tanto as coisas que todo mundo reproduz. Tem que conhecer a pessoa para criar confiança e esquecer essas besteiras.

3- Qual a importância da pegada e do tamanho do pênis (se tiver importância)?

Letícia: Sabe aquele ditado "tamanho não é documento"? Eu acho que o homem tem que ter muito mais a me oferecer do que o pinto.

Lydianne: Ah, pegada é essencial, qual a graça de ser aquela coisinha fria e monótona? Se for pra fazer faz o trem direito uai. Já o tamanho do pênis é irrelevante, desde que você saiba o que fazer e como fazer com ele. 

Michelle: Pegada tem, serio nosso pai eterno, tem que ter uma boa pegada. Penis nem tanto, sabendo fazer certo qualquer instrumento vale. 

Gabriella: Pegada é importante SEMPRE, porque se não as coisas não rolam, simples, ou rolam e não é legal. Quanto ao tamanho, nem grande demais nem pequeno demais né. Aquela velha história. 

4- E o que é um homem com pegada? 

Leticia: Não existe isso de pegada, ao mesmo tempo que o homem pode ser bom pra mim pra outra pessoa não pode. Tem que ter a química, se tiver já era.

Lydianne: Aquele cara que chama pra brutalidade (Risos) Aquele que sabe a hora de provocar, de pegar com mais força, de dominar um pouco mais, de te fazer esquecer tudo que está lá fora, e só se concentrar no momento, aquele que sabe te fazer pedir por mais ,k que faz você ficar maluca com um puxão de cabelo, com uma mordida no lábio. 

Michelle: Sabe que eu não sei. Só sei que tem que dar uma puxadinha no cabelo, sério isso é bom. 

Gabriella: Cada um tem a sua, não tem como definir hahaha

5- O que as fazem mandar os homens pra "friendzone"? 

Letícia: Se o cara se achar muito perde a moral comigo, e não fico mesmo, a química nunca rola com esses cara que se acha o centro das atenções.

Lydianne: Aquele cara que tem assunto chato, que é antipático, que não faz por onde. Ou aqueles que são só amigos mesmo e que a gente vê como irmão! 

Michelle: Eu mando geral pra lá, porque lá é um lugar amável lindo e fofo. Então não sei. 

Gabriella: Talvez amizade demais, não sei dizer, simplesmente a falta de um sentimento maior que a amizade mesmo. Falta de atração física também. 

6- O que esperam de um relacionamento? De verdade, seja na questão comportamento ou sexo.

Leticia: Que eu e o meu parceiro sejamos amigos acima de tudo, que contamos um ao outro os nossos pensamentos. No sexo? Que a gente se entenda da nossa maneira, sabendo um o que o outro gosta.

Lydianne: Ultimamente não espero nada de relacionamento, esperar demais frustra. Mas acredito que no fundo espero um cara que seja sincero, divertido e fiel, já quando o quesito sexo, que goste e saiba fazer direito. 

Michelle: Respeito e amor e sexo selvagem KKKKKK mentira. Mas sério eu espero respeito, porque eu sou uma pessoa que respeita quem ta comigo e amo até não querer mais, então espero isso em troca. 

Gabriella: Confiança, parceria e sexo com uma frequência legal né hahaha 

7- Com essa era digital, o que vocês consideram traição feito virtualmente? 

Letícia: Considero traição se meu namorado marcar algum encontro, fazer o famoso "sexo virtual" mandar nudes. Caso contrário não considero conversa traição.

Lydianne: TUDO! Tudo que você sabe que seria traição se fosse pessoalmente, nudes, conversas mais quentes, marcação de encontros, acredito que o respeito deve existir tanto online quanto pessoalmente. 

Michelle: NÃO FAÇO A MINIMA IDEIA, sei la em neins, vamos olhar as outras respostas.

Gabriella: Talvez conversas realmente comprometedoras com outra, não sei dizer. 

8- Fui educado ouvindo minha avó dizer que não só mulher deve saber trabalhos domésticos, cozinhar e tudo mais, tanto que fui ensinado a fazer tudo. Levando em consideração isso, o que mais vocês acham que seria extremamente necessário homem saber? 

Letícia:Precisa aprender a ser homem, tratar uma mulher como homem, a família, amigos e filhos como um homem. 

Lydianne: Tudo, afinal eles tem duas mãos, dois pés, é saudável. Porque não pode fazer suas coisas? Acredito que não há trabalho unicamente para homens e unicamente para mulheres, principalmente dentro de casa. Quando tiver um filho também ensinarei ele a fazer de tudo! 

Michelle: COZINHAR, pelo amor de nosso Senhor. saibam cozinhar. Nada mais fofo e lindo ver vcs na cozinha. Super sexy

Gabriella: Tudo que a mulher sabe! hahaha 

9- Qual a necessidade de fingir prazer? Não seria mais fácil dizer o que gosta e não gosta afim de proporcionar um prazer real a vocês mesmas? 

Letícia: Não tenho muita experiência sexual não, mas não vejo necessidades de fingir prazer, se não tá bom pra mim eu falo mesmo, e até falo do jeito que eu gosto. 

Lydianne: Nunca fingi, haha. Não gostei? Falo na lata, to nem ai se vai ofender o Ego. Mas o problema de grande parte das mulheres que fingem (Sim, falo isso por causa de minhas amigas) É achar que depois melhora “Então vou fingir hoje que amanhã tem mais” queridas na maior parte das vezes continua sendo ruim o resto da vida, haha. Façam como eu, não foi bom? Fala na lata, afinal não sou obrigada a ficar na mão. 

Michelle: Não finjo. E acho uma filha da putagem dessas minas. E sim seria super mais fácil, se um dia acontecer de não ter o prazer todo, eu super me satisfaria nein. 

Gabrielle: Também não sei, acho que é uma coisa automática mesmo. E sim, é muito mais fácil conversar e fazer com que seja bom para os dois, recomendo!

10- Por que vão juntas ao banheiro? 

Letícia: Só vou ao banheiro com minhas amigas se estiver em alguma festa, lá a gente empresta batom, absorvente, Rímel e até troca dicas. Hahaha Só por isso mesmo que vamos ao banheiro juntas. 

Lydianne: Porque queremos fofocar sobre vocês! 

Michelle: NÃO SABEMOS. Mas eu sinto menos vergonha quando eu vou com as amigas. Sei la kkkk

Gabriella: Porque ir sozinha é chato, parece que vamos perder alguma coisa. 

11- Qual a necessidade de fazer joguinhos? Provocar ciume propositalmente ou até mesmo não dizer claramente se quer ou não ter algo com o cara? 

Leticia: Não tem necessidade, quando sente tem que falar mesmo, não ficar criando paranoia atoa. Ciúmes todo mundo tem, e isso dói, por isso é bom não provocar.

Lydianne: Dependendo do joguinho é legal, cria um clima, algo bacana. Agora em exagero acho frescura, sou do tipo que se quero alguma coisa vou lá e falo, se não quero? Falo também. Resolve metade dos problemas.

Michelle: Eu particularmente descobri por meu mozao, que não faço joguinhos. ARRASEI. Também não sei viu migos, vamos ver as outras respostas de novo. 

Gabriela: Queria entender quem faz isso, mas no fundo deve ser para chamar atenção. 

12- Cite 3 coisas que logo de cara as fazem se desinteressar pelo cara?

Letícia: 1- se achar muito 2 - Não saber a hora de começar ou terminar algo. 3- Te tratar diferente perto das pessoas

Lydianne: 1- Fresco 2- Machista 3- Inseguro

Michelle: Eu olhei pro cara e pra mim ele parece ser um "pegador", eu já nem ia atrás. "Mau halito" MINHA NOSSA NEM PRECISO FALAR, TCHAU. "Desrespeitar a família" Serio, isso acaba com o cara pra mim. Não importa como seja a família, ela é a FAMÍLIA.

Gabriela: Vaidade em excesso, falta de humildade e quando a conversa não é boa.

Bom dividi as perguntas em duas partes para que o post não ficasse muito grande. As outras 12 perguntas  ficam pra próxima. Quero deixar claro que nenhuma resposta aqui foi editada. 

Agradeço de coração as meninas pela paciência em responder as questões.
E vocês? Tem alguma duvida que gostaria de ver sendo abordada aqui no blog? Mande pra mim!
Abraços e até a próxima.